terça-feira, outubro 14, 2008

Tarde Te Amei!...

Tarde te amei, ó beleza tão antiga e tão nova!

Tarde demais eu te amei!

Eis que habitavas dentro de mim e eu te procurava do lado de fora!

Eu, disforme, lançava-me sobre as belas formas das tuas criaturas.

Estavas comigo, mas eu não estava contigo.

Retinham-me longe de ti as tuas criaturas, que não existiriam se em ti não existissem.

Tu me chamaste, e teu grito rompeu a minha surdez.

Fulguraste e brilhaste e tua luz afugentou a minha cegueira.

Espargiste tua fragrância e, respirando-a, suspirei por ti.

Tu me tocaste, e agora estou ardendo no desejo de tua paz...

Santo Agostinho

3 comentários:

Anónimo disse...

Neste texto santo agostinho mostra que devemos amar e encontrar Deus com os nossos sentidos.

Nina Rocha disse...

«El amor no conquista todas las cosas, pero sí las pone en su debido lugar.»
Caminhante

Nina Rocha disse...

“Quando te encontrares com alguém lembra-te que se trata de um encontro santo. Tal como o considerares a ele, assim te considerarás a ti próprio. Tal como o trates a ele assim te tratarás a ti próprio. O que pensares dele, pensarás de ti próprio.
Nunca te esqueças disto, pois nos teus semelhantes, ou bem te encontras a ti próprio ou bem te perdes a ti mesmo”

Caminhante

O Caminho...